Papa reza terço em Santuário Mariano

Da redação, com Boletim da Santa Sé

Papa reza terço no Santuário de Nossa Senhora do Divino Amor, em Roma./ Foto: Reprodução Youtube Vatican News

O Papa Francisco visitou, na tarde desta terça-feira, 1º, o Santuário de Nossa Senhora do Divino Amor, em Roma. A peregrinação aconteceu por ocasião do início do mês mariano, para a oração do terço.

Diante da imagem de Nossa Senhora do Milagre o Pontífice recitou o terço, em oração especialmente pela paz na Síria e em todo o mundo.

O Santo Padre foi recebido no Santuário pelo arcebispo Dom Angelo De Donatis, Vigário Geral da Diocese de Roma; pelo Bispo Auxiliar do Setor Sul, Dom Monsenhor Paolo Lojudice, pelo Monsenhor Enrico Feroci, presidente dos Oblatos Filhos do Amor Divino, por Dom Luciano Chagas Costa, Reitor do Santuário, pelo Pe. Vincent Pallippadan, Reitor do Seminário de Nossa Senhora do Divino Amor; e pelo pároco Pe. John Harry Bermeo Sanchez;

Depois da oração mariana, nas capelas laterais, o Papa cumprimentou os moradores da Casa de Repouso do Divino Amor, que abriga 24 idosos, além de acolher mães e crianças.

Ao final, se dirigiu até o povo, na área externa do Santuário, rezou com eles uma Ave Maria e deu-lhes a benção.

1º Encontro Afetividade e Sexualidade

Guibor

DOMINGO TEMOS ENCONTRO NO GUIBOR!!
1° Encontro de Afetividade e Sexualidade do MUR.

Será no dia 18/03, início às 13h30 e término 18h30. No Guibor.

Uma tarde de pregações com a Maria Inês (Prudentópolis), momentos de adoração e cura.

Temos uma taxa de 5 reais, para cobrir os gastos com alimentação.

Faça sua inscrição pelo link abaixo.

https://docs.google.com/…/1FAIpQLSfvikILaLQeDqZJuR…/viewform

1º Encontro Afetividade e Sexualidade

A Paz!Queridos, esse encontro foi sonhado por Deus para tocar os nossos corações. Todos somos chamados a algo especial nesse mundo e só a vivência desse chamado, a nossa vocação, seja ela matrimonial, celibatária, nos conduz a uma vida de felicidade em Deus. Como escreve Papa Francisco: “As vocações nascem na oração e da oração. E só na oração podem perseverar e dar frutos.”

Por isso, convidamos você a estar nessa tarde que vai abordar esse tema tão importante para a vivência cristã, através de orações, pregação, momentos de cura, adoração e descobrir os sonhos de Deus para sua vida.

Esse encontro acontecerá dia 18 de março, no domingo, das 13h30 às 18h30 no Guibor (https://www.facebook.com/RecantoGuibor/).

Haverá um intervalo para lanche. Em vista, disso, pedimos a colaboração de R$ 5,00. Esse valor, pode ser passado até dia 12 de março, para sabermos a quantidade de alimentação.

A taxa poderá ser paga a Bruna (GOU Ruah – Unicentro), Daniele (GOU N. Senhora de Fátima – Unicentro), Catiani (GOU Seu Amor é Demais – CEDETEG), Francieli (GOU Santa Teresinha – CEDETEG), Geicy (GOU Frutos do Amor – Campo Real), Natiely (Faculdade Guairacá), Emerson (Faculdade Guarapuava), Juliana (GPP Nova Aliança – Paróquia Dom Bosco)

Serão aceitas inscrições na hora, com o mesmo valor. Mas, não deixe para última hora. Vagas limitadas.

Maiores informações: MUR Guarapuava (page facebook). Fone (42) 999759665

APELO À PAZ

Neste domingo, 24, às vésperas do Natal, em sua costumeira prece mariana do Ângelus, o Papa mais uma vez se dirigiu aos fiéis e peregrinos na Praça de São Pedro. Deu início à sua fala citando o Evangelho da Anunciação, quando falou sobre o contraste entre as promessas do anjo e as respostas de Maria.

Este contraste se manifesta na dimensão e no conteúdo das expressões destes dois protagonistas. O anjo pede que Maria não tenha medo. “Encontraste graça junto a Deus, conceberás e darás a luz a um filho, que se chamará Jesus. Ele será grade, será chamado de Filho do Altíssimo e o Senhor Deus lhe dará o trono de Davi”, disse o Santo Padre.

Nesta passagem, segundo Francisco, a resposta de Maria é breve, que não cita glória ou privilégios, mas de disponibilidade e de serviço. “Eis aqui a serva do Senhor, faça-se em mim segundo sua palavra. Maria não se exalta diante da perspectiva de se tornar a mãe do Messias, permanece modesta e expressão sua adesão ao projeto do Senhor”, afirmou.

Apelo à paz

Ao final do Ângelus deste domingo, o Papa rogou pela paz mundial, sobretudo àqueles que se encontram confinados em cárcere privado. “Por ocasião do Natal, renovo meu apelo às pessoas sequestradas, sacerdotes, religiosos e leigos sejam libertados e possam retornar às suas casas. Rezemos por eles”, disse o Sucessor de Pedro.

O Papa ainda citou uma tempestade que deixou muita destruição nas ilhas Mindanau, nas Filipinas. “Que Deus misericordioso conforte aqueles que estão sofrendo por esta calamidade”.

Por fim, Francisco pediu para que na data de hoje que os fiéis encontrem alguns minutos de silêncio diante do presépio e ponderem acerca do mistério do verdadeiro Natal. “O mistério de Jesus que se aproxima de nós com amor, humildade e ternura. E neste momento, recordem-se também de rezar por mim”, finalizou o Santo Padre.

Neste fim de ano, multiplique momentos com sua família

A importância da família

Fim de ano chegando e vários pensamentos e sentimentos invadem nossa vida. Saudade, alegria, solidão, gratidão, frustração, realização, ansiedade e tantas outras emoções, fruto de pensamentos alimentados por nós sem que percebamos. Tudo isso vem regado de festas que celebram um tempo, um ciclo! Seja no trabalho, na escola, com os amigos, mas, especialmente com a família. Mesmo que, no seu trabalho não celebre, ou ainda, na escola ou na faculdade o ciclo encerre e a tão sonhada festa não aconteça; em casa sempre terá algo.

A palavra celebrar tem sua etimologia do latim “celebrare”, que significa honrar, fazer solenidade, notado, percebido. Natal e ano novo, são datas que se repetem ano a ano e, por isso, não há como não perceber a existência dessas datas. Todos expressam nesse tempo suas emoções e gestos concretos de solidariedade. É um tempo de refletir, de se avaliar, de projetar e estar juntos. É nessa época do ano que, muitas famílias se reúnem, seja ela com bom relacionamento ou nem tanto. Mas, a certeza de fazer memória ao nascimento de Jesus é salvífico para nós e, assim, promove em cada cristão o desejo de ser melhor e, então, “nascer de novo”.

É isto que precisamos promover neste ano: reunir ao redor da mesa da família e junto com ela celebrar! Celebrar a vida e as vitórias de cada um; deixar de lado as angústias, mágoas, tristezas, que por vezes são potencializadas de uma forma egocêntrica de ver a vida. Além disso, vamos promover o perdão e a paz!

É época de renascer

Este é o momento favorável para as reconciliações, porque o ser humano ao esperar e celebrar “O Menino Jesus”, abre-se à manifestação de Deus. E, esse menino, nasce todos os anos no coração daqueles que permitem que ele nasça. É tempo de preparar a casa para a grande festa do nascimento. E o perdão é o grande agente de limpeza que precisamos para limpar nossa casa interior. Quando perdoamos, passamos por cima do orgulho, da vaidade, do ser egocêntrico e descobrimos que podemos ser homens e mulheres novos, melhorados por ter feito a experiência de querer viver melhor.

Estar em volta de uma mesa com aqueles que habitam seu coração é dizer que os ama! Dar um sorriso, um abraço, um “parabéns pelas conquistas do ano de 2017”, é um ato de amor. E como celebrar se o coração estiver cheio de mágoa e rancor? Eis que surge um momento oportuno para a reconciliação e celebração. É o novo que deseja ser inaugurado na vida de cada um. Um novo afeto, uma nova forma de ver a vida e se relacionar com as pessoas. Então, se você não tem o hábito de estar à mesa com sua família e familiares, faça a experiência este ano. Divida histórias, momentos e multiplique afeto neste final de ano!

Aline Rodrigues

Aline Rodrigues é missionária da Comunidade Canção Nova, no modo segundo elo. É psicóloga desde 2005, com especializações na área clínica e empresarial. Possui experiência profissional tanto em atendimento clínico, quanto empresarial e docência.