Miraculada de irmã Dulce recorda milagre que levou à beatificação

Claudia Araújo sofreu forte hemorragia após dar à luz seu segundo filho, e teve a vida salva por intercessão de santa Dulce

Rogéria Nair
De Salvador (BA) 

Antes de ser canonizada, santa Dulce dos Pobres já era venerada desde que foi beatificada, em maio de 2011, após o reconhecimento de um primeiro milagre. A graça alcançada na ocasião foi da funcionária pública Cláudia Araújo, que participou, do início ao fim, das comemorações da canonização da religiosa baiana neste domingo, 13, no Santuário de Irmã Dulce.

Para Cláudia, a emoção foi muito grande ao saber da canonização, pois ela recebeu um milagre por intercessão de irmã Dulce. Quando deu à luz seu segundo filho, Cláudia  teve uma forte hemorragia e foi submetida a três cirurgias. O quadro era grave e, do ponto de vista médico, somente uma ajuda divina poderia salvar a vida de Cláudia. Confira a seguir seu depoimento:

A família dela, então, recorreu ao padre José Almí para administrar o sacramento da unção dos enfermos. Ele decidiu fazer uma corrente de oração pedindo a intercessão de irmã Dulce, e deu a Cláudia uma pequena relíquia da então Bem-Aventurada. A hemorragia de Cláudia cessou subitamente.

“Não conheci irmã Dulce nem sua história. Foi padre Almir quem rezou por mim quando eu estava na UTI. Ele levou uma imagem dela e fez uma oração, daí foi, a cada dia, uma melhora”, disse Cláudia. Ela acrescentou que só teve noção de tudo o que aconteceu depois que recebeu alta, e o médico contou a ela tudo o que havia acontecido.

O prontuário da servidora, que é de Itabaiana, em Sergipe, foi levado a Salvador. Feito isso, deu-se entrada no processo de beatificação, e só dez anos depois Dulce dos pobres foi beatificada.

Nossa equipe perguntou à miraculada se ela se sente especial, porque o primeiro milagre foi com ela. Cláudia disse que se sente uma pessoa como irmã Dulce, simples. Afirma ainda que não vai se vangloriar, porque aconteceu com ela. “Graças a Deus que aconteceu comigo, mas eu me sinto uma pessoa normal como qualquer outra pessoa”.

Festa da canonização no Brasil

Na capital baiana, os fiéis iniciaram, neste domingo, 13, a Semana da Gratidão, uma semana repleta de atividades como show, Missas, momentos de oração, tudo em preparação à Missa pós-canonização, que será celebrada neste domingo, 20, na Arena Fonte Nova. Estima-se que cerca de 55 mil pessoas vão participar desta celebração que será presidida pelo arcebispo de Salvador, Dom Murilo Kruger.

Nesse dia, a TV Canção Nova transmitirá, a partir das 15h30, a celebração em ação de graças pela canonização da religiosa baiana, com narração, comentários e reportagens especiais. Também será transmitida a Santa Missa, às 17h15 e, encerrando a programação, um Repórter Canção Nova especial sobre Irmã Dulce a partir das 22h.

Deixe um comentário